Familia de Sakpatá
Familia de Sakpatá


         Sakpata é a denominação fon do Vodum da terra.
É o grande Ayi-vodun dos Ewe-fon, por isso intitulado Ayinon (o dono da terra).
Considerado filho mais velho de Mawu ele é enfim, o Rei do Mundo, originariamente vodun senhor da varíola e, por extensão, de inúmeras enfermidades contagiosas que deformam o corpo.
Todo o povo fon o teme enormemente e cultua fervorosamente.
Sakpata possui uma grande variedade de atributos cada qual representando um aspecto de doenças e infecções.
A tradição fon aponta a origem do culto de Sakpatá na localidade de Kpeyin Vedji, um enclave iorubá dentro do território mahi a noroeste de Abomei.
Por essa dupla procedência permanece a duvida de que Sakpatá é considerado uma divindade iorubá (nagô) pelos fon e gun (jêje) pelos iorubás.

Origem

Para os Fon, Sakpatá foi trazido para o Daomé, pelo rei Agajá, no século XVIII, vindo da cidade de Dassa Zoumé, da aldeia de Pingine Vedji.
O culto de Sakpatá era olhado com suspeita, por vezes banido (e o foi, definitivamente, de Abomei).
Uma vodunsi de Sakpatá não pode ser dada como esposa para o rei, e havia sempre a suspeita maior de que seus sacerdotes espalhavam deliberadamente a doença para aumentar seu poder.
Outro aspecto importante é o fato de que Sakpatá desafiava abertamente o poder real usando os mesmos titulos do rei, como Ayinon e Jeholú.

Atributos de Sakpatá

Kohossú, significa "Rei da Lama" pai de todos os Sakpatás;
Nyohwe Ananú, dona da água parada que mata de repente é a mãe, e são ambos filhos de Nà Buùku.
Da Zodji, envia a disenteria e os vômitos, considerado o mais velho de todos.
Ele não tem braços ou pernas e é carregado numa padiola, mas tem o poder da invisibilidade e, apesar do defeito físico, comanda todos os Sakpatás.
Da Langan come a carne das pessoas ainda vivas.
Da Sinji traz as inchações e tromboses.
Aglossuntó é responsável pelas feridas e chagas que nunca cicatrizam.
Adohwan castiga perfurando os intestinos.
Avimadjé é o que leva as almas dos que morreram punidos por Sakpatá.
Bossu-Zohon é o grande feiticeiro.
Alogbê possui cinco braços e é ligado aos tohossú( espiritos de crianças com defeito).
Adan Tanyi é filho de Da Zodji, e traz a lepra.
Suvinengué um abutre com cabeça humana e é filho de Da Langan.
Existem várias outras designações: Agbologbodji, Tonekpó, Gbazu, Ahossú Ganhwa, Kpadadadaligbo (que é fêmea) etc., cujos nomes, atribuições e lugar dentro da "família" varia de região para região.

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Partilhe esta Página